CeNTI lança viseira antivírica, antiembaciamento e reutilizável

O CeNTI está a desenvolver uma viseira de proteção individual, reutilizável e inovadora, com propriedades antivíricas e  antiembaciamento, um projecto desenvolvido no âmbito das medidas de combate ao Covid-19. Em nota de imprensa, o cnetro de nanotecnologia e materiais inteligentes sublinha que "além de ter um novo design, a viseira será mais fácil de colocar do que as tradicionais soluções, assegurando ao seu utilizador maior conforto e segurança". O projeto liderado pelo Centro de Nanotecnologia conta com o apoio do Centro Clínico Académico de Braga e da Moldit, empresa especializada na produção de moldes e componentes plásticos.

"A viseira terá um novo design, mais ergonómico, e a sua produção será feita através de um processo de moldagem por injeção para produzir o aro de fixação e a viseira que compõe a solução final", e a "proteção adicional será conferida por revestimentos antivíricos e anti embaciamento, que permitirão garantir maior grau de proteção do utilizador". Por sua vez, "a reutilização será também uma das suas principais vantagens, contribuindo para a sustentabilidade e proteção ambiental", sustenta o CenNTI.

Recorde-se que o CeNTI ofereceu ao Hospital de Braga um vasto conjunto de viseiras de proteção invidivual desenvolvidas e produzidas internamente, e tem também liderado e participado em outras iniciativas de combate à Covid-19, das quais se destacam a impressão em 3D do aro para fixação da viseira em policarbonato translúcido, a impressão em 3D para prototipagem rápida de componentes para ventiladores pulmonares e o desenvolvimento de revestimentos para efetuar repelência a vírus e evitar condensação (hidrofobicidade) em superfícies/substratos.

Data de Publicação: Voltar à Página Anterior


Siga-nos

Última Edição!